Últimas postagens

Ford Escort um clássico, acelerado por Paul Walker

Uma das versões com melhor reputação na Europa, que infelizmente não chegou ao Brasil.O modelo Ford Escort RS 2000  figurou no mercado inicialmente entre 1976 e 1978, com apelo bem esportivo, contava com:  Bordas de 7 “de ½; Pneus 225/60 de aro 13; Complementos aerodinâmicos; A potência subiu para 146 Cv; Refrigerador a óleo e Discos ventilados nos freios. A versão  Ford Escort RS 2000 mostrou-se bem acertada, com visual limpo, elegante e muito bem proporcionado, um sucesso de vendas quase imediato para os que procuravam por um carro de baixo peso e tração traseira. Além disso, ainda se descobriu sua vocação para ralis.

Esse clássico agradou tanto, que uma de suas versões do Ford Escort  2.0 de 1978 foi acelerada por Paul Walker, em seu personagem mais famoso Brian O’Conner, da famosa franquia de filmes: Velozes e Furiosos.

Leia Mais

Melhore a qualidade do som original de fábrica

Graves: Como melhorar a qualidade sonora no som original de fábrica

A escolha de um novo carro implica na avaliação de muitos itens. Essa decisão pode levar dias para ser concretizada, pois há comparações, negociações de itens adicionais e ainda a escolha entre vários modelos.

Mas, apesar do avanço nos kits multimídias dos automóveis, o som automotivo original de fábrica nem sempre agrada. Apesar de não fazer parte dos itens essenciais na escolha do carro, em alguns casos ele logo se torna uma desvantagem, principalmente se o novo proprietário for um amante de som.

Entre as principais carências dos sons automotivos originais está na deficiência do grave. Os ajustes do equipamento até permitem uma equalização, mas essa opção acaba sendo limitada. Isso porque o conjunto de alto-falantes não considera de forma eficiente a harmonia de todas as frequências e dependo do estilo de música a ser tocada, essa falta de sintonia se acentua.

 

Mas afinal, qual harmonia deve haver?

As frequências são as definições das faixas de frequência como sub-grave, grave, médio e agudo. O equilíbrio deles é a perfeita proporção entre sub-grave, grave, médio-grave, médio, médio-agudo e agudo. Todos os aspectos devem ser presentes, entretanto devem se respeitar, se entrosar e harmonizarem-se.

O entrosamento é o que permite que os sons sejam reproduzidos de maneira fiel.

 

E quanto ao grave?

É onde mais ocorrem problemas. Ao usar uma sintonia de caixa incorreta, o grave não soa linear e acaba ficando forte demais em uma parte de sua frequência de trabalho e fraco demais em outras. Assim, é preciso que os alto-falantes tenham sido projetados para tocar a frequência dentro de suas especificidades.

Mas, mesmo que o som automotivo original não tenha a eficiência esperada, é preciso entender qual será o objetivo ao instalar um novo equipamento. Por exemplo, as caixas amplificadas são uma ótima solução para quem quer turbinar o som de um jeito simples. A principal característica desses aparelhos é reunir amplificador e caixa acústica –razão pela qual também são conhecidas como caixas multiuso ou combo.

 

Caixas amplificadas

Por já virem com todos os controladores, as caixas são fáceis de manusear e têm custo relativamente baixo. Além disso, há opções no mercado condizentes com vários estilos de carro.

Fáceis de instalar, com amplificador embutido e um cuidado especial aos sons graves, as caixas amplificadas melhoram consideravelmente a qualidade sonora dos sons originais de fábrica. Elas são destinadas àqueles que buscam uma solução completa sem alto investimento, mas com grande retorno de eficiência.

A Hinor, por exemplo, possui a linha Active Box. As caixas possuem um subwoofer de 8”, com 200w rms e ainda ajuste de ganho e de frequência. O amplificador com Smart Cooler garante a qualidade e durabilidade das caixas.

 

Soluções para cada modelo

Além da eficiência, é importante escolher a caixa amplificada de acordo com o espaço disponível no seu automóvel. Modelos flex, slim facilitam a instalação em espaços reduzidos. Já quem não tem esse problema, pode contar com caixas de maior robustez, como a Universal.

Um dos principais pontos destes modelos é que eles não exigem interferência no painel do carro. Como são instaladas em paralelo, elas não prejudicam o layout original de fábrica. Assim, não danificando o painel do carro ou a outra parte.

 

 

Por que essa é uma boa alternativa?

Resumindo as caixas amplificadas são criadas para corresponder melhor a todas as frequências sonoras. Além disso, são uma solução simples e eficaz para a ausência dos graves em sons originais.

Elas trazem amplificador interno e alguns modelos apostam na presença de subwoofer para ampliar a qualidade sonora. Fácil de instalar e de tamanhos variados, permitem o encaixe em vários modelos e por isso, oportunizam uma nova experiência musical sem alterar o layout do carro.

Leia Mais

Novo Polo

O Polo brasileiro, conta com um para-choque com uma faixa preta e um desenho mais agressivo e esportivo. Na lateral as diferenças ficam por conta da suspensão 2 cm mais alta e rodas de liga leve de 15, 16 e 17 polegadas com desenhos específicos. Já a traseira traz vincos mais pronunciados e um para-choque que reforça a esportividade.

O espaço interno é surpreendente para um modelo compacto, mas é explicável pela adoção da plataforma MQB – que se caracteriza por elevada rigidez torcional e bom aproveitamento de espaço interno.

Evidentemente, o Polo se beneficia de dimensões mais avantajadas. Nesta sexta geração o Polo cresceu em todas as dimensões, chegando a 4,05 metros de comprimento – o que lhe rendeu a classificação de médio pelo INMETRO.

As versões Comfortline e Highline do Novo Polo estão disponíveis exclusivamente com o motor 200 TSI, que é combinado à transmissão automática de 6 marchas. Com três cilindros e 999 cm³ de cilindrada, o motor 200 TSI é da família EA211 – que também se caracteriza pela modularidade. Total Flex, esse motor é capaz de rodar com gasolina, etanol ou a mistura dos dois combustíveis em qualquer proporção. A potência máxima é de 128 cv (94 kW) com etanol e 115 cv (85 kW) com gasolina a 5.500 rpm, com torque máximo de 200 Nm (20,4 kgfm), com gasolina ou etanol, de 2.000 a 3.500 rpm. Equipado com esse motor, o Novo Polo acelera de 0 a 100 km/h em 9,6 segundos e atinge velocidade máxima de 192 km/h (dados com etanol).

 

Leia Mais

Como manter o banco de couro limpo e hidratado

O banco de couro deixa o carro com visual sofisticado. Para manter o revestimento bem conservado é necessário realizar alguns cuidados como limpeza e hidratação, mantendo o couro limpo e aveludado.

A tonalidade clara pode sofrer com a sujeira com mais facilidade e no momento da limpeza precisa ter muito cuidado, alguns produtos não são recomendados para revestimento em couro, como substância de sabão em pasta, ceras automotivas, polidores, óleos, fluídos de limpeza, solventes, detergentes ou limpadores a base de amônia. Esses produtos podem danificar o banco de couro. É recomendando apenas o uso de sabão neutro com uma flanela úmida. Em caso de machas recomenda-se levar em um especialista, qualquer tentativa com produtos pode causar danos.

Além da limpeza é importante manter a hidratação para não ressecar. A hidratação deve ocorrer em um período de dois a seis meses. Em regiões onde o uso do ar condicionado é constante é recomendado hidratar o banco de  couro de dois em dois meses, pois o uso do ar condicionado estimula o ressecamento, em regiões mais frias ou que tenha mais umidade no ar recomenda-se a cada seis meses.

O ideal é utilizar hidratante líquido, quanto mais refinado melhor, pois será absorvido com mais facilidade pelos poros do banco de  couro. Recomenda-se após 40 minutos retirar o excesso com uma flanela seca. Uma dica é passar o hidratante líquido à tarde e retirar o excesso pela manhã, quanto mais agir mais macio e aveludado o banco de couro vai ficar.

Leia Mais

Ford Maverick e sua legião de fãs

Segundo a fabricante Ford, naquela época havia um espaço a ser preenchido entre o Corcel e o Galaxie, faltava também um carro da marca para conter a participação do Chevrolet Opala no mercado. Assim surgiu o Ford Maverick. Inicialmente foi produzido o modelo cupê, duas portas, com versões Super (Standard) e Super Lu­­xo, SL, ambos com mo­­tores 3.0 de seis cilindros, com 112 cv de potência. Também havia a opção sedã com quatro portas. O modelo mais esperado, no entanto, foi a versão GT. Top de linha, tinha motor V8, raro no Brasil na época, de 5.0 litros e 195 cv, acoplado a um câmbio manual. Alcançava 180 km/h de velocidade e logo foi para as pistas mostrar o poder de um V8.

No final de 1976, já como modelo 77, foi apresentada a denominada Fase 2 do Ford Maverick, quando foi introduzida a versão LDO e o modelo GT passou a ser oferecido com o econômico motor 2.3 OHC, enquanto o 302-V8 se tornou opcional.

No entanto, vários fatores contribuíram para encurtar sua história nas ruas. O carro era caro demais para o mercado nacional e suas vendas não alcançaram o esperado pela Ford. Também bebia muita gasolina, cerca de 6,3 km/l. Além disso, a crise do petróleo, que surgiu na época, influenciou seu destino. O Ford Maverick brasileiro teve sua produção encerrada em 1979, com um total de 108.106 unidades produzidas. Mas, deixou uma legião de fãs que o considera uma lenda entre os carros nacionais antigos e hoje tem muito valor nas mãos de colecionadores.

Leia Mais

Chevrolet Onix

Com a tecnologia OnStar você tem muita segurança, em caso de qualquer incidente com o veículo terá uma equipe auxiliando a polícia na recuperação.

Essa tecnologia está disponível em aplicativo que pode ser utilizado em qualquer Smartphone com sistema Android ou IOS.

Através do aplicativo você pode travar/destravar o veículo mesmo a longa distância. Poderá ativar as luzes e a buzina para ajudar na localização (em caso de esquecimento do local estacionado). Tem acesso ao serviço de ajuda “concierge” que indica bons hotéis, restaurantes e tem acesso a informações.

Para seu carro ficar em dia o OnStar ainda faz um check up dos principais sistemas do veículo, verificando se possui condições irregulares.

A tecnologia MyLink também está disponível para Smartphone com sistema Android e IOS oferecendo conectividade multimídia e entretenimento. Possui uma tela de 7 polegadas, botões de acesso rápido, conexão Bluetooth, rádio FM/AM, entrada USB e auxiliar.

O Waze é integrado com mapas diretamente na tela entre outras possibilidades.

Acesse e conheça o veículo que conquista cada vez mais o gosto dos brasileiros:

http://www.chevrolet.com.br/carros/onix.html#onstar

Leia Mais

Dicas pra preservar os acabamentos do seu carro

Manter a limpeza é essencial, pois o acumulo de poeira é o primeiro sinal para o descuido com seu veículo. Por isso use flanelas macias para a limpeza desses locais.

Após fazer a limpeza é importante usar algum tipo de produto específico para plásticos e fibras, com um pano umedecido e uma solução bem diluída em água.

Existem diversos produtos que tratam de plásticos, couros, fibras, entre outros. O uso adequado fará com os materiais dos revestimentos recuperem o brilho e se mantenham hidratados. O resultado será um aspecto de boa conservação.

Os veículos também possuem protetores contra os raios ultravioletas. Quando for comprar algum produto para passar em seu veículo, busque por aqueles que têm na composição proteção UV.

Saiba que o sol é o responsável por esbranquiçar as peças originalmente com cores ou escurecê-las.

Cuidado com o Silicone! Apesar de oferecer um visual brilhante é apontado com um dos maiores vilões dos veículos. O silicone é maravilhoso! Aos olhos de quem vê. Porém, ele acaba ressecando as partes que forem utilizadas e, além disso, deixa totalmente oleosa, facilitando o acumulo da poeira.

Se você gosta realmente do seu veículo e quer manter preservado, siga estas dicas que você e seu carro não vão se arrepender. Fica a dica!

Leia Mais

Kombi elétrica e autônoma

 A nova versão da Kombi está pra chegar, e veja aqui alguns detalhes já revelados:

– Movido a eletricidade;

– Terá condução autônoma, ou seja, dirigirá sozinha;

– No total, ela terá 2 motores elétricos, com 374 cavalos de potência, acelerando assim de 0 a 100 km/h em 5 segundos.

E ai, o que achou?

 

Leia Mais

Abafadores em Inox

Para quem busca customizar o veículo deixando com aspecto mais agressivo não pode deixar de conferir as opções de escapamento esportivo, os abafadores em inox. Esse acessório é para os motoristas que buscam por acabamentos mais agressivos gerando um visual com impacto. Com o abafador além de trazer esse visual esportivo para o veículo também trás um desempenho superior: os gases de escape irão fluir livremente e o motor irá girar com menor restrição, o abafador original limita o escape dos gases diminuindo o desempenho do carro.

Hoje é possível customizar quase todas as partes de um veículo, com alto desempenho e um visual arrojado o escapamento esportivo lhe trará essa característica.

Muito importante é você ficar atento ao modificar o seu veículo, analise o manual do seu carro e antes de alterar suas peças originais verifique se não irá prejudicar o desempenho e até mesmo se estiver na garantia poderá levar a perda da mesma.

Leia Mais

Componentes de qualidade garantem melhor desempenho do som automotivo

Componentes de qualidade garantem melhor desempenho do som automotivo.

Como todos nós sabemos nenhum componente de um sistema de som automotivo é capaz de reproduzir fielmente todas as faixas de frequências audíveis pelo ouvido humano, que no caso seriam dos 20 Hz aos 20.000 Hz. Para que haja essa fiel reprodução é necessário que sejam utilizados diversos componentes que, formando um conjunto, conseguem reproduzir cada faixa de maneira mais fiel possível e com a mais alta qualidade.

Para que seja alcançada essa fidelidade é necessário que toda a faixa de frequência audível pelo ouvido humano seja divida em diferentes partes. A divisão se da pela fabricação de componentes que devem reproduzir cada faixa frequência com a melhor qualidade possível, e para que cada componente realmente trabalhe na faixa para qual foi desenvolvido, uma tecnologia que evita queima prematura por esforço desnecessário é utilizada. Essa tecnologia de última geração, gerencia a frequência com altíssima eficiência e qualidade. Assim, seguindo padrões de desenvolvimento e exigência de sistemas de trios elétricos, os equipamentos de som automotivo se tornam os mais eficientes e melhores possíveis com um custo-benefício sem precedentes para o usuário final. 

Componentes que fazem a diferença

A Hinor sempre foi pioneira no mercado de transdutores e demais equipamentos para som automotivo. Esse pioneirismo fica mais evidente quando falamos de duas linhas profissionais, a linha SW e a linha MG.

Uma das maiores preocupações que geram dores de cabeça para quem tem som automotivo de alta potência é a durabilidade de seus componentes. E um dos principais vilões que comprometem a durabilidade desses produtos é o excesso de temperatura, ou seja, aquecimento excessivo desses componentes, que se dá por variados fatores. O aquecimento dos componentes pode acarretar em problemas como a queima da bobina, deslocamento da centragem, etc.

E nós podemos afirmar com convicção que resolvemos este problema através de uma tecnologia exclusiva para a linha SW, chamada de Flow By Pressure, que dissipa o calor gerado pela bobina através da pressão de ar exercida no centro do polo, fazendo com que o alto-falante, mesmo após algumas horas em potência máxima, continue com a temperatura controlada. Estando um passo a frente quando comparado com os alto-falantes concorrentes no mercado.

Outro item que merece destaque é o cuidado na escolha do fio da bobina. Através da utilização de fios CCAW CooperClad importados, temos ganhos significativos na resistência, aliado ao ganho de linearidade na resposta de frequência. Podendo ser submetido a picos do dobro da potência para qual o alto-falante fora fabricado e o mesmo continuar trabalhando de maneira normal, sem nenhum problema e garantindo a qualidade.

E por falar em qualidade, a maioria dos componentes mecânicos que fazem parte do alto-falante são produzidos pela própria Hinor, que conta com um rígido sistema de qualidade, sempre buscando obter o máximo de resistência e durabilidade de cada componente com testes de qualidade ultra rígidos, oferecendo produtos de extrema confiança para o consumidor. A exigência por produtos ímpares, fica claro como, por exemplo, na linha SW onde todos os cones dos alto-falantes são costurados com a borda, diferente do que é praticado no mercado para equipamentos de mesmo porte.

O visual da linha SW não deixa a desejar para quem gosta de potência aliada a uma boa aparência. Com um corpo robusto impondo toda sua força, os alto-falantes da linha contam também com um conjunto magnético niquelado, o que proporciona um visual fantástico, pois muitos usuários gostam de utilizar seus alto-falantes invertidos no sistema, e esse diferencial exclusivo do produto da aquele toque especial no conjunto como um todo. A parte de traz do cone também ganhou um detalhe especial, um acabamento diferenciado que proporcionou um visual agregado belíssimo, junto de uma maior resistência do cone.

Na linha MG a robustez da bobina impressiona, com diâmetro de 3”, corpo em FiberGlass e a utilização dos fios CCAW CooperClad. Este fio merece atenção especial pois é leve e tem uma espessura maior o que proporciona maior eficiência e resistência ao produto. Esta linha possui os alto-falantes de 8”, 10” e 12” que são excelentes componentes para paredões de som se adaptando a sistemas de qualquer porte.  Os novos modelos de 8” e 10” possuem carcaça de alumínio, se tornando altamente resistentes e podendo ser submetidos a qualquer tipo de aplicação.

E que tal falarmos sobre a tecnologia exclusiva de concentração de fluxo magnético através de anéis de alumínio que a linha MG possui? Os conjuntos magnéticos são compostos por arruela inferior, arruela superior, polo e ferrite.  Para o prolongamento desse fluxo magnético são acrescentados anéis de alumínio em dois pontos distintos, gerando uma contraposição entre eles e consequentemente prolongando esse fluxo dentro do conjunto, esse prolongamento é utilizado exclusivamente nesse projeto da MG. 

Conclusão

Sem dúvida, se você almeja adquirir um sistema de som potente que reproduza com eficiência e qualidade todas as faixas de frequências, você poderá contar com a ajuda dos produtos da Hinor. Deixamos claro e de forma transparente como é nossa filosofia em relação ao desenvolvimento de produtos, onde destacamos as principais inovações e diferenciais trazidos pelas linhas SW e MG na categoria de som profissional. Ambas trazendo grandes benefícios para quem busca um conjunto potente, fiel e que dure muito tempo.

Leia Mais