Últimas postagens

Perua Volvo V60 – Tudo sobre ela!

Um veículo para a família. Assim pode ser descrita a nova Perua da Volvo. Ela é espaçosa, excelente, confortável, ótima para ser dirigida, ou seja, é um carro que foi feito para toda a família: o motorista adora dirigi-la, a mãe se sente confortável, os filhos ficam seguros e toda a bagagem é facilmente carregada nela.

Você, papai ou mamãe, está pensando em comprar um novo carro, pois a família está aumentando? Observe as características da Perua Volvo V60 e tenha a certeza do que você quer!

Características

Um modelo elegante, esportivo e versátil. Assim pode ser definido o novo modelo de Perua da Volvo. Conhecido como V60, ele é a nova era das Station Wagons, desenvolvido para que você e toda a sua família possam aproveitar ao máximo todos os momentos juntos. Com um chassi que impõe respeito, seus motores poderosos e a opção de escolher a melhor condução, o modelo empolga qualquer um.

Seu interior com um design escandinavo combina diretamente com a tecnologia inteligente para criar um ambiente que fará você aproveitar ao máximo o tempo. Recheado de qualidades, tanto dentro quanto fora, o modelo é facilmente descrito e percebido como simples e elegante. A Volvo atua há mais de 60 anos para criar modelos que ajudam as pessoas. E é essa visão que a Perua Volvo V60 tem e oferece.

Destaques do Volvo V60

O carro, por si só, é um grande modelo e faz com que o seu dono tenha todo o prazer e orgulho em tê-lo. E a prova disso são os destaques que o veículo possui. Observe os destaques do carro e tenha também a sensação de estar num grande carro.

Motor T5

O motor com 254 hp, 4 cilindros e 350 N.m de torque garante ao modelo uma performance que vai além do que se espera. É forte e capaz de levar a todos para além do seu caminho.

Design único

De todos os veículos encontrados no mundo, o design desenvolvido para o Volvo V60 é único. Com isso, você não verá nenhum outro modelo sequer parecido com esse. E tem mais: o seu design foi feito para agradar a todas as gerações.

Cinco lugares

Com cinco assentos de apoio para deixar confortável todos os passageiros do veículo, é o modelo de carro feito para a família. Agradando a família e para a família. Ninguém fica de fora nele. Para se ter uma ideia, o encosto traseiro dobrável possui uma útil divisão de 60/40. Como opção, um encosto dobrável é operado eletricamente.

Espaço para todas as cargas

Mostrando ser o carro ideal para a família, o V60 tem um grande espaço em seu porta-malas, comportando um volume total de 529 litros.

No próprio site da Volvo, o cliente pode personalizar o modelo do V60. Configurando com os acessórios e detalhes que deseja, o carro feito para você e a sua família fica ainda mais com a cara do dono.

Com valores partindo de R$ 190.950,00, o carro da família está pronto para ser seu!

Leia Mais

Câmbio automático x Manual – Qual melhor arranque?

Geralmente, os gostos para carros variam muito de pessoa para pessoa. Existem aqueles que gostam de veículos com motores fortes, onde possam acelerar e ficarem leves na estrada. Já outros, não usam tanto do carro e preferem se manter na velocidade da pista.

E, como os gostos variam demais, essa mesma situação se apresenta quanto à predileção nos câmbios dos veículos: enquanto uns optaram para o câmbio automático, outros já escolherão o câmbio manual. E, pensando nessa grande questão, este texto está sendo elaborado para poder te ajudar, informando qual deles possui o melhor arranque e, consequentemente, te ajudando a escolher, caso você fique na dúvida quanto aos dois na hora da compra.

Fique por aqui e saiba um pouco mais sobre esses dois câmbios.

Câmbio por câmbio

O câmbio faz parte do sistema de transmissão do veículo, juntamente com o volante, a embreagem e o eixo de transmissão. E é o câmbio quem permite que o motor dê a força motriz para as rodas, com a intensidade variando de acordo com a necessidade.

Sendo uma das peças mais importantes do carro, e tendo diversas opções disponíveis no mercado, muitas pessoas, na hora de comprar um veículo, ficam na dúvida sobre qual tipo de câmbio escolher. Com isso, antes de dizer sobre qual tem o melhor arranque, é importante saber as informações sobre cada um deles.

Observe-os abaixo:

Câmbio manual – é o câmbio que deixa o veículo mais esportivo, sendo melhor nas ultrapassagens e é aquele que possui diversas peças de reposição. Seu preço de manutenção é mais em conta, mas necessita de mais manutenção do que os outros tipos de transmissão.

Esse câmbio exige mais do motorista, é mais cansativo e, uma vez que a marcha é utilizada de forma errada, pode consumir ainda mais combustível, queima da embreagem e prejuízo ao motor. Ele é ideal para as pessoas que moram em locais onde não há trânsito e gostam, sentem prazer em dirigir.

Câmbio automático – tem uma maior durabilidade, é mais confortável e seguro. Entretanto, a sua manutenção tem um valor mais alto, e consome mais combustível que o câmbio manual. Um exemplo é que, quando se encontra na ladeira, o carro pode ser retido acionando apenas o acelerador. Ele não desce. É preciso que o filtro e o óleo do câmbio sejam trocados periodicamente, além de mão de obra especializada.

Agora sim, qual deles tem o melhor arranque?

Para responder a essa pergunta, o modelo, da proposta e até mesmo do teste de desempenho que é realizado.

Se fosse antigamente, seria fácil responder a pergunta, e a escolha seria, sem erros, no câmbio manual. Eles eram mais rápidos, possuíam o arranque melhor que o automático. Tinham a caixa de marcha mais leve e as trocas feitas pelos motoristas eram mais rápidas.

Entretanto, a evolução das caixas automáticas e a popularização da dupla embreagem permitiram que esses sistemas superassem a velocidade dos sistemas manuais na maioria dos modelos.

Hoje, para escolher um, seria o automático, que, quando acionada a aceleração, o câmbio, de forma automática, reduz uma ou duas marchas, procurando obter o melhor desempenho.

Leia Mais

Tudo sobre o Toyota Yaris

Todo mundo quer ter um veículo para chamar de seu. E não apenas qualquer carro, ele tem que ser um super carro, confortável, que alcance as expectativas, que tenha boa dirigibilidade e, além de tudo isso, seja seguro e, porque não, econômico.

 Com isso, algumas sugestões vêm à mente, alguns modelos já começam a ser buscados na memória, mas o que muitos certamente deixarão de lado, e de forma errada, é o Toyota Yaris. Talvez você seja um dos que torceram o nariz ao ler o nome dele aqui, mas este texto quer te apresentar os motivos que farão com que você pense com carinho sobre o carro.

Conhecendo o Toyota Yaris

Sendo apresentado em duas versões: Hatch e Sedã, a Toyota resolveu investir num veículo que ocupasse um lugar no mercado para os compradores do Etios e do Corolla. Com isso, o modelo Yaris surgiu, para disputar com outros modelos.

Modelo compacto, é daqueles veículos que são considerados compacto premium.. Do Etios, herdou os motores 1.3 e 1.5, além do câmbio manual. Já o câmbio CVT e a parte visual são oriundos do Corolla.

Os preços dos modelos do Toyota Yaris estão entre R$ 56.590,00 e R$ 77.590,00, na versão Hatch e R$ 63.990,00 e R$ 79.990,00, no modelo sedã.

O modelo Yaris compartilha dos motores do Etios, acrescidos de 3 cavalos de potência em cada um deles. Com isso, o 1.3 flex do Yaris possui 101 cavalos, a 5.600 rpm e 12,9 kgfm a 4 mil rpm. Já na versão 1.5 flex, gera 110 cavalos, a 5.600 rpm e 14,9 kgfm a 4 mil rpm. O modelo Hatch é encontrado nas duas versões de motorização, enquanto o sedã só será equipado com o motor 1.5.

A transmissão se dá de duas formas: câmbio manual de cinco velocidades e o câmbio automático do tipo CVT que simula sete marchas. Você poderá encontrar o Toyota Yaris em quatro configurações de série: XL, XL Plus, XS e XLS. Apenas na versão XL o motorista terá a opção do câmbio manual ou automático. O restante será toda automática.

Assim, a versão Yaris XL manual possui: ar-condicionado manual com aquecedor, espelhos retrovisores na cor do carro com repetidores de seta e ajuste elétrico, volante multifuncional, computador de bordo, apoio de braço dianteiro, para-choques e maçanetas na cor do carro, aerofólio traseiro, rodas de liga-leve de 15” com pintura prata, revestimento interno de tecido, abertura elétrica do porta-malas, ajuste de altura do banco do motorista e do volante, direção elétrica, retrovisor interno eletrocômico, faróis com acendimento automático, ajuste de altura e função siga-me, acionamento elétrico com função um toque e sistema Antiesmagamento, airbag duplo, apoios de cabeça e cintos de três pontos para todos os passageiros, controles de tração e estabilidade, desembaçador de vidro traseiro, faróis de neblina dianteiros e traseiros, freios ABS, alarme, sistema de assistência de saída em rampa, sistema Isoflix para fixação de cadeirinhas infantis, travas automáticas das portas a 20 quilômetros por hora.

O Toyota Yaris XL CVT inclui o indicador de troca de marcha e o controle de velocidade de cruzeiro.

Já o Yaris XL Plus Tech CVT tem o ar-condicionado automático com aquecedor, difusores de ar na cor da porta, banco traseiro bipartido e rebatível, chave presencial e apoio traseiro dos braços com porta-copos.

O Toyota Yaris XS CVT tem bancos parcialmente revestidos de couro no volante, na manopla de câmbio e nas portas, rebatimento elétrico dos retrovisores, alertas para trocas de marchas atrás do volante, grade dianteira da cor do carro, com detalhes em preto brilhante e cromados, computador de bordo com tela colorida e câmera de ré.

E o Yaris XLS CVT tem maçanetas internas e externas cromadas, teto solar elétrico, faróis com máscara escurecida e linhas de guia de LED, lanterna traseira de LED, sensor de chuva, dois airbags laterais, dois de cortina e um de joelho para o motorista.

Leia Mais

Tudo sobre o T-Cross

 

Sabe aquele carro que você precisa ter, pois ele te impõe no meio da rua, mostra a todos o poder que você tem, além de te dar todo o conforto e segurança que um motorista precisa? Então, esse carro estará chegando aos mercados brasileiros em 2019, atende pelo nome de T-Cross e você certamente vai querer tê-lo.

O motivo para desejar o carro você irá conhecer ao longo do texto, mas uma coisa é certa: se você está esperando aquela oportunidade para comprar um ótimo carro, essa espera está terminando e será finalizada na aquisição do T-Cross.

Conhecendo o T-Cross

O Volkswagen T-Cross será apresentado aos brasileiros em novembro de 2018, no Salão do Automóvel de São Paulo, e as vendas iniciarão apenas no ano seguinte. Mas desde já, as informações acerca do veículo já poderão ser levantadas, a curiosidade, aos poucos sendo morta, e o carro sendo cada vez mais seu.

Para início de conversa, o modelo T-Cross deve ser vendido nos mercados brasileiros a partir de R$ 90.000,00. Seu modelo chega para competir com outros grandes modelos, como o Jeep Renegade, Honda HR-V, Hyundai Creta, Ford EcoSport e o Nissan Kicks.

Considerado o SUV do Polo, o T-Cross tem como diferença o porte, pois o seu é maior. Fabricado sob a mesma plataforma  do Polo, ainda assim é menor do que a do Golf, embora seja mais alongado para melhor acomodar as pessoas dentro dele.

O T-Cross terá 4,13 metros de comprimento, seu entre-eixos será de 2,56 metros e a largura terá 1,79 metros.

Motores

A Volkswagen quer apostar apenas nos seus motores turbo, sendo assim, o T-Cross virá com o 1.0 TSI de 120 cavalos e 1.4 TSI de 150 cavalos. O motor 1.6 está descartado para esse veículo. Todos eles terão câmbio automático de seis velocidades.

Design

O desenho do veículo só será revelado mesmo na sua apresentação em novembro. Mas é possível adiantar algumas características que fazem o veículo ser ainda melhor. O T-Cross dá um banho de modernidade, renovando o visual dos veículos da Volkswagen.

Embora não seja possível afirmar, suspeita-se que o modelo investirá em pintura de duas cores na carroceria, tendo uma cor que contrasta o teto do restante do carro.

O modelo do veículo possui bancos com efeito deslizante, podendo receber um ajuste de até 15 centímetros, fato que faz com que a capacidade da bagageira, que irá variar, de acordo com o modelo, podendo atingir a capacidade de variar entre 380 e 455 litros.

Entrando no mundo digital, o T-Cross investiu bem nessa tecnologia. Com isso, o sistema de info-entretenimento recorre a um ecrã tátil com 6,5” de série, que pode chegar a ser de 8”. Ainda como forma de complemento, o motorista poderá solicitar um painel de instrumentos totalmente digital, com 10,25”.

Ainda na parte interna, haverá quatro entradas USB, carregamento para telefone celular sem fio, sistema de som com 300w e subwoofer.

Com cinco níveis que equipamento, o modelo terá 12 cores a escolher.

Leia Mais

Acessórios Cromados para deixar o seu carro mais estiloso!

Muitas pessoas gostam de estilizar o seu caro. Com isso, fazem verdadeiras transformações, modificam estruturas e criam praticamente um novo modelo, totalmente diferente daquele que veio da fábrica.

Acontece que nem todas as modificações nos veículos podem ser realizadas, muitas das que vemos por aí estão fora dos padrões legais, o que pode impactar em verdadeiros prejuízos aos donos.

Mas para você que gosta de dar uma cara nova ao seu carro, modificando apenas algumas peças, com cores diferentes e modelos alternativos aos que o mercado apresenta, este texto quer mostrar alguns acessórios que você poderá incluir no seu possante, fazendo com que ele tenha ainda mais estilo.

São peças cromadas que deixam o seu carro mais bonito e cheio de estilo. Observe os itens abaixo e veja o que você pode fazer com o seu amigo de quatro rodas.

Cromado na grade da frente

Se você é daqueles que gostam de dar um toque de requinte ao seu veículo, deixar a grade frontal cromada é um acerto e tanto. Se você não puder trocar a grade do seu veículo, você poderá solicitar a aplicação no local, que renderá o mesmo resultado de uma peça inteira trocada. Seu veículo ficará diferente!

Faróis auxiliares cromados

Apesar de possuir um nome “auxiliar”, os faróis auxiliares são muito mais importantes do que muitos imaginam. Uma vez que eles fiquem cromados, o seu veículo terá uma aparência mais bonita e, se quiser combinar por inteiro, as outras peças poderiam acompanhar os faróis, fazendo com que tudo fique por igual, bonito e sofisticado.

Lanternas com mais estilo

Já pensou em cromar internamente as suas lanternas? Pense nessa possibilidade. Ao visualizá-la, você terá dado ao seu carro um ar mais esportivo, além de ter uma eficiência maior que as concorrentes.

Você pode optar por modelos tipos R8 ou Angel Eyes, que utilizam lâmpada H1, podendo ser luz branca ou azul.

Moldura cromada nas lanternas traseiras

Uma vez que você modificou as lanternas dianteiras e os auxiliares, não poderá esquecer dos faróis traseiros. Uma vez que você aplica nelas o cromado, terá uma modelo totalmente diferente do que era antes. E também, terá um modelo unificado, com todos os faróis combinando entre si.

Manopla para freio de mão

Você também pode modificar a parte internado seu veículo, por que não? Cromando a manopla para freio de mão, essa parte do veículo ficará bem diferente. Extremamente fácil de ser instalada, a manopla de freio de mão é um acessório indispensável do veículo, mais ainda se você for tuná-lo.

Friso lateral

Voltando a parte externa do veículo, o friso lateral é um item que protege o seu carro contra batidas na porta, além de deixar o seu veículo com mais estilo. Quando você croma o friso lateral, você terá um veículo mais estiloso, mais protegido e mais bonito.

Aplique de maçaneta

As maçanetas dos carros também podem receber cromagem. Ainda mais se eles forem escuros, o efeito cromado dará um estilo mais bacana. E o melhor: além de serem facilmente encontrados, eles são super fáceis de instalarem. Você mesmo pode fazer essa troca

Leia Mais

Colocar teto solar – vale a pena?

Um sonho da maioria das pessoas, principalmente aquelas que são mais jovens, que querem ter o seu primeiro carro, é possuir um veículo que tenha teto solar, somente para reviver grandes cenas de filmes, onde os casais apaixonados estacionam o carro num lugar distante, abrem o teto solar e ficam admirando o céu, as estrelas e o visual noturno.

E, quando vão ver os preços dos veículos com teto solar, acabam optando por um modelo sem mesmo. Mas será que o teto solar é algo que encarece o veículo? Será que dá para optar por colocar o teto solar depois? E se colocar, vale a pena esse serviço? São todas essas questões que este texto quer responder para você.

Fique por aqui e saiba um pouco mais sobre esse serviço.

Como funciona o processo de instalação do teto solar?

O processo de instalação do teto solar é algo que está ligado diretamente à estrutura do veículo, o que significa que este tipo de serviço tem que ser feito por um profissional, jamais em casa, por curiosos. E, antes de fazer a modificação, é importante consultar especialistas, que irão avaliar a possibilidade ou não da inclusão do teto solar.

Uma vez que aprovado, a instalação do teto solar é bem simples de ser feita. Como não irá mexer com as barras estruturais do veículo, será necessário apenas fazer o recorte necessário do tamanho da peça e depois instalá-la, de acordo com a preferência do dono e os modelos que são possíveis de serem instalados.

Com isso, o teto é cortado, de modo que este corte não enferruje, faz-se o cálculo correto das bordas, instalando, logo depois, a vedação e o equipamento. Caso seja necessária fazer a instalação da parte elétrica, o prazo para espera é de um dia.

Qual tipo de material escolher?

Outra grande dúvida, mas essa já é daqueles que optam por instalar o teto de vidro, é sobre o material que será utilizado. Na grande maioria dos carros, só é possível fazer a instalação com vidro. Entretanto, outros modelos, poucos, em comparação a outros, dão a possibilidade de substituir por lona, no trecho mais amplo do teto.

Mas antes de fazer a escolha do material, é importante observar os custos e os seus benefícios. O vidro costuma ser um material mais caro, mas tem uma eficiência maior em relação à temperatura, à praticidade e à segurança.

Em alguns modelos, o teto solar de lona dá um charme a mais, mais ainda se o modelo do veículo já vier com teto solar de fábrica.

Qual é o valor do serviço?

Geralmente o serviço de instalação de teto de vidro varia entre R$ 1.500,00 a R$ 4.500,00, dependendo do modelo do veículo, o tipo de instalação e o material a ser utilizado.

Afinal de contas, vale a pena instalar o teto de vidro ou não?

Essa é uma questão muito subjetiva, e a resposta vai varia de acordo com as pessoas que forem respondendo. Existem aquelas que gostam de ter o teto de vidro, fazem a modificação nos seus carros e curtem a paisagem.

Assim como outras pessoas não gostam de fazer nenhuma adaptação no carro, deixando-o mais próximo possível do modelo vindo de fábrica.

Leia Mais

Saiba tudo sobre o Toyota Hilux diesel

Apresentando nos mercados brasileiros o seu mais novo modelo de veículo, a Toyota aposta na Hilux com três novas versões, mostrando que bom gosto combina com carro forte e de qualidade. Dessa forma, são 11 configurações disponíveis, nos preços que partem de R$ 108.990,00.

Inspirada no novo estilo mundial da Toyota, a Hilux dá a impressão de ser bem maior do que o tamanho que ela realmente possui. Acontece que, mesmo com o crescimento de 7 centímetros, ela ainda continua sendo menor que a sua concorrente, a S10 de cabine dupla.

Esse aumento pode ser percebido na nova frente do veículo, com a grande que bem proeminente e cromada. O para-choque ficou com um aspecto mais aerodinâmico, tendo um ângulo de 33º, graças ao seu desenho. Para completar, os faróis são integrados ao estilo da grelha, com luzes em LED diurnos e projetores de LED.

As rodas são de liga leve, em aro 18, tendo pneus 265/60 R18, com desenhos esportivos. Os faróis de neblina dão o toque final, completando o conjunto. Os estribos laterais ganharam maior utilidade no dia a dia. Já na parte de trás, as lanternas são bem grandes e totalmente delineadas. A caçamba de carga ainda contém câmera de ré e maçaneta no corpo central cromado.

Já na parte de dentro do veículo, o grande destaque é o cluster com iluminação azul e instrumentação analógica bem resolvida, tendo o complemento do computador de bordo, sempre útil.

Possuindo sete polegadas, a central multimídia Toyota Play reproduz DVD, CD, MP3 e tem câmera de ré e o navegador. Seu sistema de som possui seis alto-falantes, a entrada e a partida são realizadas sem a chave, que ganhou um desenho sofisticado.

Embaixo do botão de partida, está o comando para trações 4×2, 4×4 e 4×4 com reduzida. Do seu lado, está o ar-condicionado automático. O volante multifuncional é muito prático e possui boa pegada, tendo diversas regulagens e a haste para piloto automático.

Um pouco mais abaixo, encontra-se o bloqueio eletrônico do diferencial traseiro, o controle de descida, a entrada USB e auxiliar, além de entrada para duas tomadas de 12V.

O revestimento dos bancos é em couro, extremamente confortáveis, e, ao motorista, tem a ajustes elétricos. O acabamento geral foi muito bem feito, com as portas ganhando mesclas de couro, plástico e tonalidades, as maçanetas são todas cromadas, os frisos na cor cinza e a base dos comandos dos vidros em preto brilhante.

Na parte de trás do veículo, existem saídas de ar-condicionado e ganhos retráteis para sacolas. São três no assento, que conta com um conjunto completo de cintos e apoios, como o Isofix. O encosto foi projeto para não ser muito vertical, para ajudar em viagens longas.

Um apoio de braço central com porta-copos escamoteável oferece mais conforto e comodidade para as duas pessoas de frente. A caçamba possui um bom tamanho, capaz de ajudar nas mais variadas mudanças e transportes, tendo a tampa leve, o que ajuda nas operações de carga e descarga.

Leia Mais

5 itens que deixam o seu carro mais esportivo

14

Toda pessoa que compra um carro e, depois de tanto usá-lo, decide por fazer uma transformação nele, o primeiro pensamento que tem é deixá-lo com um estilo mais esportivo, afinal de contas, é muito difícil encontrar alguém que não goste de velocidade e os modelos dos carros esportivos são sempre muito bonitos e equipados.

Só que, ao quererem personalizar o seu carro, começam as dúvidas sobre quais itens podem ser modificados, o que fazer para deixar o veículo com uma nova cara, entre outras tantas dúvidas que surgem quando se inicia esse processo.

E é justamente para ajudar essas pessoas que este texto está sendo elaborado, para mostrar a elas os itens que fazem o seu carro ficar com um novo estilo, esportivo, bonito.

Fique por aqui e observe os itens abaixo.

Banco esportivo

Os bancos são sempre um dos primeiros itens a serem lembrados quando o carro vai passar por uma transformação, afinal e contas, são neles que o motorista e o restante das pessoas ficarão sentadas durante a viagem.

O banco esportivo é um item do veículo que muitos motoristas jovens procuram, pois ele oferece ao veículo uma identidade mais jovem, mais estilo, deixando-o com um aspecto mais possante. Além dos jovens, outros motoristas que gostam de se imaginar dirigindo um carro de corrida também optam por esse tipo de banco.

Descanso de pé e pedaleira

Além de querer dirigir um veículo esportivo, você não quer abrir mão do conforto, não é mesmo? E, por mais que possa soar contraditória essa frase, o estilo que você quer dar ao seu veículo pode sim deixar o conforto fazer parte dele.

Próximo à embreagem tem o descanso de pé, que é um item que você pode descansar os seus pés quando não estiver operando os pedais com eles. Comprando os modelos esportivos, você deixará o seu veículo num só estilo: esportivo.

Manopla de câmbio

Mais um item que sempre está sendo modificado pelos motoristas. Acertar na escolha da manopla é proporcionar ao seu veículo um charme a mais, fortalecendo o aspecto esportivo que você deseja banhar o carro.

Ao optar pela manopla de câmbio, aliada ao banco esportivo do item acima, você estará se sentindo dentro de um carro de corrida.

Molas esportivas

A fim de dar mais estabilidade ao seu veículo, diminuindo as irregularidades nos caminhos feitos, causando menos impacto nas rodas, as molas esportivas são itens que, por mais que não sejam notados, também são importantes para o seu carro.

Por mais que você queira dar um estilo esportivo a ele, a segurança também tem que fazer parte do processo e optar pelas molas esportivas.

Com um conjunto completo, as molas esportivas causam grande impacto ao seu carro.

Volante esportivo

Um dos itens mais importantes do veículo, o volante é o grande toque do motorista no carro. Isso porque é com o volante que você comanda o seu carro, o leva para onde quiser.

E, além disso, o volante é um dos primeiros itens a serem notados dentro do seu carro. Se você quer dar um ar mais esportivo a ele, a opção certa é trocar o seu volante, optando por um modelo mais esportivo.

Leia Mais

Som automotivo – Dicas para escolher a melhor bateria

Ter um som automotivo é o desejo de muitos, no entanto, boa parte do foco de nossos clientes fica na instalação, sem a preocupação com questões que podem prejudicar o desempenho.

Por exemplo, se o modelo de bateria do automóvel não estiver adequado ao sistema de som, haverá baixa qualidade de propagação, perda de desempenho e uma infinidade de questões que poderiam ser evitadas com uma análise mais criteriosa.

Você como prestador de serviço, precisa sempre oferecer o melhor ao seu cliente, por isso, verificar se o veículo está com a bateria certa para aquele tipo de som é fundamental.

Entenda que a bateria é um acumulador químico de energia. Ela é carregada cada vez que você liga o carro, justamente por isso, ficar ouvindo música com o carro sem ter dado a partida pode consumir completamente a carga.

Para entender melhor, preparamos um conteúdo que te dará dicas de como escolher a melhor bateria.

Vem com a gente!

Como funciona a bateria para som automotivo?

Resumidamente, podemos dizer que as baterias trabalham com várias placas internas, com a função de acumular energia para dar potência ao som. Normalmente, são 6 camadas ligadas em uma tensão de 12v e 12,6v, em circuito aberto.

A partir do encontro das placas positivas em vermelho e negativas, em azul, o som funciona.

Quando há o consumo exagerado ou, então, quando a bateria não está mais conseguindo segurar a carga em seu nível máximo, os problemas com o som começam a correr.

Desde falhas no sistema, perda de itens salvos até chiados e ruídos.

É possível fazer a escolha de uma bateria, realmente, boa que atenda as expectativas de seu cliente.

Veja as melhores opções.

Bateria Selada Automotiva estacionária ou a Bateria Selada Estacionária para meu som

Normalmente, a bateria automotiva que você colocar no carro de seu cliente será a responsável por gerar a carga de partida do veículo. Logo após cumprir com essa função, ela irá para a fase secundária de uso, que é carregar o alternador do carro.

Com isso, você já percebe que ela não é muito boa para dar várias partidas, pois acabará com seus ciclos mais rapidamente.

A bateria selada estacionária já tem como sua função principal, alimentação de equipamentos elétricos que exigem carga de energia a todo o tempo. Por isso, ela tem mais ciclos e suporta isso.

Então, nós podemos afirmar com 100% de certeza que se o seu cliente quer um sistema de som em seu carro muito potente, as baterias estacionárias são as mais indicadas.

Com ela, seu cliente poderá deixar o som ligado por horas e mais horas, sem se preocupar com a vida útil.

Nesse ponto, vale uma dica importante: Há automóveis que a melhor solução é instalar uma bateria para o motor e outra para o sistema de som. Caso você vá instalar apenas uma bateria, aí é melhor optar pela automotiva, já que a estacionária não suporta os picos do motor, podendo esgotar mais rapidamente sua vida útil.

Aproveite essas dicas!

Leia Mais

Todo o charme do Opala

Carro feito para quem gosta de colecionar veículos, o Opala foi um modelo fabricado pela General Motors no Brasil, sendo o primeiro modelo de passeio fabricado pela montadora no país e teve a sua produção durantes os anos de 1968 e 1992.

No ano de 1968 as pessoas conheceram o modelo Opala, que foi apresentado no Salão do Automóvel. Com forte inspiração no modelo alemão Opel Rekord, teve o estilo e a potência mais voltados para o americano Impala, veículo também pertencente à mesma marca. O nome Opala surgiu da junção dos nomes, Opel com Impala.

Com pouco tempo de apresentação, o veículo foi um sucesso de vendas, sendo muito bem aceito pelo público.

Sua fabricação ocorreu até o ano de 1992. Passando por vários estilos e finalidades, até hoje é possível encontrar um modelo circulando pelas ruas. Sempre considerado como um grande carro, se tornou um item de colecionador.

Modelo

O Opala era classificado como um Sedan de Luxo. Sua carroceria poderia ser de três tipos: Coupé, com 2 portas, Sedã, com 4 portas e o Station Wagon, com 2 portas.

Os seus motores variavam de acordo com o modelo do carro, mas o menor deles era o 2.5 I4, com 85 cavalos. E o seu maior motor era o 4.1 I6, com 125 cavalos. Sua transmissão se dava em duas formas: 4 e 6 cilindros. Tanto os de 4 como os de 6 cilindros, você encontrava com 3 a 5 velocidades, manuais ou automáticos.

Era considerado um carro grande, que tinha 4,84 metros de comprimento e pesava 1376 quilos.

Versões do Opala

O Opala teve diferentes versões, sendo elas:

Standard/Especial – considerada a versão mais em conta do veículo, possuía o acabamento mais simples, e vinda de fábrica com um motor de 4 cilindros e freios a tambor. Passou a ser chamado apenas de Opala até o ano de 1985, quando foi rebatizado de Opala L.

Luxo – era a versão mais cara da linha, com acabamento superior e cromados exteriores, tinha como opcionais os freios a disco e teto de vinil. O motor era o 3800.

Gran Luxo – lançada no ano de 1971, foi considerada a versão top de linha, recebendo um acabamento melhor do que o Luxo. Poderia escolher a versão, se Coupé ou Sedan, duas opções de motor e o câmbio no assoalho.

Opala SS – a versão esportiva do Opala. Sua carroceria tinha 4 portas e foi lançado para competir com os modelos de veículos esportivos, tendo um acabamento diferente, volante de 3 raios, rodas esportivas, painel de conta-giros e faixas esportivas com o nome SS nos para-lamas. O grande destaque da versão foi o modelo com o novo motor 4100, bancos individuais e câmbio de 4 marchas no assoalho.

Caravan – reestilizado e numa nova versão, a perua Caravan foi lançada. Baseada na variante Statios Wagon, possui as mesmas opões de motores e acabamento.

Comodoro – lançado no ano de 1975, o Comodoro foi o lançamento de uma nova versão de luxo. Essa versão possuía toques de jacarandá, meio teto de vinil e um filete de linha de cintura de carroceria.

Diplomata – uma versão mais luxuosa da Caravan, Possuía diferenciais de série, como ar-condicionado, motor de 6 cilindros, direção hidráulica e toca-fitas.

Leia Mais