Farol xênon – é bom? Prejudica?

Nos dias atuais, muitas pessoas gostam de personalizar o seu veículo. Você mesmo já deve ter percebido algum carro estilizado. Por mais que seja uma questão de gosto, em alguns casos chamam a atenção a quantidade de modificações que o veículo sofre, ficando totalmente descaracterizado.

E, de uma forma geral, o veículo, quando sofre modificação, tem a sua roda modificada, sofre um rebaixamento, modifica a luz do seu farol. Todos esses itens são os mais modificados.

Aproveitando que foi citada a luz do farol que é modificada, nós queremos falar sobre ele hoje. Você certamente já deve ter visto ou esbarrado com um veículo com o farol claro. Trata-se de um carro que tem o farol xênon instalado.

Você conhece esse farol? Já ouviu falar dele? Fique por aqui que você saberá tudo sobre o farol xênon.

Farol xênon

Querendo melhorar a sua visibilidade, ou até mesmo dar uma estilizada no seu veículo, muitos donos de carros investem na instalação de faróis de xênon. O xênon é um elemento químico que, à temperatura ambiente, encontra-se no seu estado gasoso. Ele se encontra dentro da lâmpada, que não possui filamentos, e é acesa quando um pequeno reator dentro dela é ativado com uma descarga elétrica, fazendo o gás brilhar em alta intensidade.

Mas, para começo de conversa, já vamos dizendo que a instalação do farol xênon é proibida. Ela não é legalizada e permitida! Essa alteração não é permitida por lei e não deve ser realizada pelo proprietário do veículo.

Para melhor entendimento, segundo a resolução 384 do CONTRAN, Conselho Nacional de Trânsito, os donos dos veículos são proibidos de instalar fontes luminosas de descarga de gás (xênon) em veículos. A não ser que esses veículos venham com esse farol de fábrica.

O farol xênon é bom?

O farol de gás xênon, mundialmente conhecidos por serem os mais potentes encontrados no mercado, tem a capacidade de iluminar até três vezes mais do que os convencionais.

Mas, mesmo com toda qualidade apresentada, ele é proibido no Brasil e o motivo é justamente pela segurança do motorista. Pode até parecer uma situação estranha, mas ela é correta e você entenderá o motivo dessa proibição.

O objetivo dos faróis nos veículos é iluminar o caminho, a fim de facilitar o trajeto que o motorista está seguindo, sempre o mantendo em segurança. Entretanto, a integridade e segurança dos motoristas que estão transitando à frente ou no sentido contrário do veículo, e a luz que é emitida pelos faróis de xênon tem a capacidade de ofuscar a visão, o que pode causar graves acidentes de trânsito.

Mas, é importante ressaltar que os veículos que saem das fábricas com as lâmpadas de xênon instaladas não correm o risco de serem advertidos, assim como aqueles que possibilitam a colocação do modelo no projeto original do veículo.

Só que, nesse caso, a alteração pode ser legalizada, desde que ela passe por uma inspeção após o procedimento e, uma vez que aprovado, o documento do veículo deverá ser reemitido, com a inclusão da instalação do farol xênon.

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado