Arquivos do mês: 04/2018

Como tunar um Fusca?

O grande Fusca, que foi o primeiro carro de muita gente e causa em todos aquele ar de saudosismo, para muitos que não conseguem se desfazer dele, viram uma excelente oportunidade de estilizá-lo, deixando-o como querem. Acontecer que nem todas as pessoas possuem gosto ou sabem exatamente o que fazer para que eles consigam tunar o carro de forma que ele fique apresentável e estiloso. E justamente para aquelas pessoas que não conseguem fazer ou não têm consciência de como poderão personalizar o seu Fusca que este texto está sendo elaborado. O Fusca é um bom carro e se adapta a qualquer situação. Quer analisar e ver o que você poderá fazer no Fusca? Fique por aqui que as informações serão passadas.   O que fazer para transformar o Fusca? A primeira coisa a se fazer é observar o desenho do carro. Veja a preferência, o que você quer fazer nele. Analise a potência, o som, a estética, motor, enfim, o carro todo e veja quais pontos você quer modificar. Após essa análise, você já decifrou as partes que passarão transformação, agora é escolher o que vai do seu agrado. Umas das principais características do Fusca e que certamente você poderá incrementar nele é o som. O Fusca já contém um acústico que facilita para os instaladores de som automotivo. Caso tenha a oportunidade, veja a diferença do som no Fusca e em outros carros. A acústica dele é bem melhor. Outra forma de tunar o seu Fusca é pintando-o. Uma pintura nova, com uma cor que pode chamar a atenção o deixará mais bonito. Além disso, o seu interior poderá receber bancos de couro e até estilizar os acessórios que possui, combinando-os com a pintura, fazendo com que o veículo esteja mais estilizado. Completando a estilização do Fusca, é…
Leia Mais

O que é REALMENTE permitido na hora de tunar carros?

Muitas pessoas gostam de deixar os seus carros do jeito que gostam e, com isso, usam e abusam de acessórios que os deixam destacados dos outros veículos. Geralmente essas customizações são feitas de acordo com o gosto do proprietário do veículo e, por mais que uns possam achar que o gosto é meio duvidoso, há de se destacar a coragem para que o carro fique exatamente como ele quer. Acontece que, nem toda tunação que é feita no veículo é permitida, muitas são feitas às margens do Contran, Conselho Nacional de Trânsito, o que é perigoso, pois podem ocasionar acidentes de trânsito, afetando não só o motorista, como também outras pessoas que nada têm a ver com a situação. Para que isso não ocorra com você que gosta de enfeitar o veículo, este texto visa ajudá-lo, informando o que realmente é permitido ser customizado no veículo. Segundo as leis do Contran, as alterações podem ser realizadas, desde que não interfiram na categoria e nem no desempenho do veículo, só sendo possível realizá-las através de uma autorização do DETRAN. Os itens que podem ser customizados são: Faróis de Xenon Até pouco tempo atrás era proibida a utilização de faróis de xênon no veículo, mas ainda assim, as pessoas customizavam com este item. Essa proibição caiu por terra quando a Volkswagen lançou uma linha de veículos já com este farol incluso. Para colocar os faróis, é preciso ter cuidado e ir a uma loja especializada nesse serviço, mas nada o impedirá de colocá-los. Kit Aerodinâmico Não há nenhuma resolução no Contran que impeça o uso de spoilers laterais e traseiros. Portanto, pode ficar à vontade para acrescentar essas peças no seu veículo. Motor Não existe nada que impeça a modificação do pneu. Colocar turbina, garrafas de nitro e filtro de ar esportivo…
Leia Mais

Fiat 147 – Por que ele foi sucesso?

A montadora FIAT lançou em 1976 o modelo 147, que a princípio, não tinha nada que chamasse a atenção, tendo sido lançado sem muita expectativa. Acontece que o lançamento do FIAT 147 foi um sucesso, o que fez com que a fábrica da empresa, que havia sido instalada em Betim, na cidade de Minas Gerais, em Belo Horizonte, fosse para fora doe estado, tamanho o sucesso do veículo nos mercados. O modelo foi baseado no carro italiano 127, lançado no ano de 1971. Logo assim que foi lançado, foi considerado o carro do ano, pela imprensa especializada de diversos países e, no ano de 1975, se tornou o veículo mais vendido na Europa, chegando à marca de 500.000 unidades. Quando foi lançado, o modelo tinha um desafio grande, pois iria competir com o Fusca, com o Chevette e com a Brasília, todos eles sucessos de vendas no Brasil. Assim que lançado, o FIAT 147 foi denominado “carrão pequeno”, o primeiro veículo nacional com motor transversal. Antes de ser lançado, o veículo foi testado por mais de um milhão de quilômetros a fim de pôr em prova a estrutura, o desempenho, o consumo, a robustez da suspensão e da tração dianteira. Apresentado ao público no ano de 1976 no Salão de Automóvel, no lado de fora do Parque de Exposições do Anhembi, em São Paulo, possui um circuito de 300 metros de extensão, onde um funcionário da fábrica levava os curiosos para darem uma volta no modelo. Possuía uma potência tímida, embora não fraca, com uma tecnologia mais avançada que a dos seus concorrentes, conseguindo ter uma performance parecida com a dos outros carros da época, mas com uma eficiência maior no que diz respeito ao consumo de combustível. Era um veículo com motor 1.0 que fazia páreo com os concorrentes…
Leia Mais