Arquivos do mês: 07/2014

Som automotivo não é crime

Já divulgamos a ANAFIMA em nossa fanpage, algumas vezes. Hoje estamos aqui para explicar melhor e detalhadamente pelo que lutam. Matérias e reportagens sobre som automotivo são cada vez mais frequentes. O grande problema delas é a abordagem negativa que o som automotivo recebe. Isso acaba deixando os competidores, fabricantes e apaixonados por som, desmotivados. O que também está acontecendo ultimamente é uma generalização da punição. Qualquer som está sendo tratado como poluição sonora. E a ANAFIMA CBS (Associação Nacional da Indústria da Música – Conselho Brasileira do Som Automotivo) luta pelo cumprimento JUSTO da lei. Somos muitos, apaixonados por som e competidores profissionais, e lutamos pelo cumprimento das leis e normas de forma não abusiva. Daniel A. Neves, presidente da ANAFIMA CBS, afirma que “o Brasil pode e deve aproveitar melhor a economia gerada pelos campeonatos de som automotivo e aproximar as leis e normas de conduta, partindo do principio que ele gera renda, empregos e entretenimento.” Segundo ele, o nosso país “possui mais de 150 empresas fornecedoras de equipamentos, ao menos 5600 lojas e instaladoras. E são mais de 400 campeonatos regionais que movimentam uma economia considerável nas cidades em que são realizadas.” Algumas prefeituras já estão se articulando com produtores de eventos relacionados ao som automotivo, buscando meios de resolver esse impasse de forma inteligente, onde ninguém sai perdendo. Daniel A. Neves ressalta que “destinar uma área para estes eventos e aproveitar, ao invés de condenar, é uma saída de geração de economia local inteligente.” Cabe lembrar que todo grande entretenimento é regido por regras. Princípios e tópicos que trazem profissionalismo, organização e segurança aos eventos. Por que não fazer isto com os campeonatos de som automotivo? Junte-se com a gente! Som automotivo não é crime.
Leia Mais

Sabadão de Oferta na Luciano Móveis

No último sábado, dia 19/07, aconteceu o Sabadão de Oferta, na loja Luciano Móveis, na cidade de Tabuleiro do Norte/CE. A Box Trio 2000 da Hinor também entrou na festa. E junto com ela, a Equipe da Luciano Móveis, que vestiu a camisa da Hinor e tirou algumas fotos com a caixa amplificada! Valeu, pessoal! 😀
Leia Mais

Evento Equipe Coyote

Agora foi a vez do brother Deivid Beraldo representar a Equipe Coyote em parceria com a Hinor, em mais um campeonato de som. Foram conquistados dois primeiros lugares, sendo um deles recorde sul-americano e com a maior marca de trio elétrico do dia no evento. O campeonato aconteceu na cidade Serra Negra/SP e foi realizado pela 101 Eventos DB Drag Mundial.
Leia Mais

Universo tuning #99

Ford divulga dados técnicos do Novo Mustang Nesta semana, a Ford finalmente divulgou os dados técnicos dos motores que equiparão as versões do novo Mustang. O modelo de entrada terá um V6 3.6 com 300 cv de potência e 38,7 mkgf de torque. O 2.3 EcoBoost turbo entrega 310 cv e 44,3 mkgf. Já o Mustang  GT, top de linha, traz sob o capô um V8 5.0 de 435 cv e 55,3 mkgf. Os três podem ter transmissão manual ou automática (opcional), ambas com seis velocidades. Segundo a Ford, a caixa manual de seis velocidades vem com novas relações de marcha para aumentar a precisão dos engates, além da alavanca, que ficou mais próxima do motorista. Já a opção automática traz borboletas atrás do volante, para facilitar as trocas de marcha.
Leia Mais

Campeonato HTJ Eventos

No domingo, dia 20/07, também foi dia de evento. A Hinor foi representada no Campeonato HJT Eventos, em Itatinga/SP, pelo parceirão Leonardo Brunellis. Para quebrar o recorde da entidade, Leonardo assumiu o primeiro lugar na categoria Trio Elétrico Livre Profissional, com 158.3 dB.
Leia Mais

Evento de estréia: Montana Roba Cena

No último sábado, dia 19/07, no Chalé Music Hall, aconteceu mais uma grande festa organizada pela Burn-Out em parceria com a Hinor. O motivo da festa foi a estréia da Montana Roba Cena, toda diferenciada, com uma sonzeira de 08 EVO’s 1100. A montana do parceiro Luan já tocava forte com 06 EVO’s de 550 rms, agora, toda repaginada e mais potente, o sucesso é garantido!
Leia Mais

Universo tuning #98

Como dirigir em segurança na chuva? Ao dirigir no meio de um temporal, ou com a pista molhada, a recomendação é: muita calma, prudência e atenção. A chuva reduz a visibilidade, diminui a aderência dos pneus e dificulta manobras de emergência, contribuindo para o aumento dos perigos e riscos de acidente. – Antes de pegar a estrada, verifique as condições do carro, como os limpadores de para-brisa e os pneus, assim como a calibragem dos mesmos. – Dirija a uma velocidade inferior ao limite, talvez você precise tomar decisões importantes. Esta também é a única maneira de evitar os perigos da aquaplanagem. – Os faróis devem estar acesos, mesmo em plena luz do dia. – Não ligue o pisca alerta, ele pode confundir e atrapalhar os motoristas. – Mantenha uma boa distância do veículo da frente. – Siga o rastro do pneu do veículo à frente, pois ele está tirando a água e abrindo o caminho. – Sinalize com antecedência antes de realizar uma manobra. – Tenha uma flanela disponível para limpar os vidros se eles embaçarem e sempre deixe os vidros com uma pequena abertura para que o ar circule. – Em caso de aquaplanagem, que é quando o carro plana sobre a superfície molhada, mantenha a calma, retire o pé do acelerador, não pise no freio e tente manter o veículo sobre controle. Assim que a velocidade diminuir, as rodas entrarão novamente em contato com o solo e a direção poderá ser recobrada. – Não use as poças d’água para ‘lavar’ seu veículo, muitos acidentes começam assim. – Pare quando não houver visibilidade, porém, jamais sobre a via ou em baixo de árvores. Elas atraem os raios e podem ser derrubadas pelo vento. – No caso das motos, evite trafegar pelos cantos para não levar sustos com a…
Leia Mais

Festa da equipe Burn-Out

E aí, hinoríacos! =P Aconteceu no último sábado, dia 12/07, no Clube Ksarão Automotiva, em Curitiba/PR, uma festa super animada organizada pela equipe Burn-Out. A festa contou com a presença de seis carros tocando forte, com alto falantes EVO, entre eles, a Fiorino Roca Cena, do Duduka da Burn-Out e a mais nova Fiorino Equipe Mil Grau, do parceiro Gustavo. Essa parceria Hinor e Equipe Burn-Out é show! Valeu galera. =D Confiram algumas fotos do evento:
Leia Mais

Universo tuning #97

Sabe porque usamos “cavalos” para medir a potência dos motores? No começo dos anos 1780, o cientista escocês James Watt criou um novo tipo de máquina a vapor, que usava 75% menos combustível que as máquinas da época. Mesmo sendo superior às demais, Watt precisava encontrar uma maneira de convencer as pessoas a respeito disso. Na época eram usados cavalos para produzir força, então ele se inspirou na ideia e começou a comparar os motores ao trabalho desses animais. Depois de vários experimentos, ele descobriu que um cavalo consegue produzir aproximadamente 32.400 pés-libra (14.696 kgf) em 60 segundos. Assim surgiu a nova medida que foi chamada de “horsepower” (ou cavalo de força) e equivalia a 33.000 pés-libra por minuto. Posteriormente o horsepower foi convertido para Watt, em homenagem a James, chegando à equivalência 1 hp = 745,7 W ou 0,745 kW. Atualmente, os fabricantes americanos, canadenses e britânicos usam o horsepowerimperial, enquanto o resto do mundo usa o horsepower métrico ou o quilowatt (kW). Para evitar confusões, o Sistema Internacional de Unidades adotou o Watt como unidade de medida de potência de motores, e por isso a maioria dos fabricantes divulga as informações em kW nos lançamentos internacionais. Fonte: FlatOut
Leia Mais

Universo tuning #96

Pensando em aumentar a segurança do passageiro, ampliar o espaço interno e o conforto na cabine, a Ford desenvolveu um novo sistema de airbag com tecnologia única e patenteada, e ainda conseguiu deixá-lo menor e mais leve. A bolsa inflável, feita de plástico injetado flexível, fica integrada à tampa do porta-luvas, assim que um impacto é detectado e classificado pelo sistema de sensores, ela é inflada em direção às pernas do passageiro, proporcionando amortecimento como um airbag tradicional de joelho. O novo sistema possibilita que o airbag não “viaje” tão longe como um airbag convencional de joelho. Além disso, como distribui a carga de impacto sobre uma área maior, pode operar com uma pressão menor de enchimento. O resultado é um design 65% mais leve e uma bolsa 75% menor que a convencional, com o mesmo nível de proteção para o passageiro. Presente, de início, apenas em Mustangs, o sistema conta também com acabamento mais discreto, sem costuras ou cobertura visíveis, e dá flexibilidade aos designers para colocar o painel mais próximo do pára-brisa, aumentando a sensação de espaço na cabine. Fonte: Revista Automotivo
Leia Mais